Amor humano

DSC03869

DSC03870

DSC03868

DSC03871

Penso
ser o amor
algo transcendental,
impessoal, divino,
irradiante luz

Mas
é tão humano
esta falta
que o coração sente,
aquilo que nos completa,
nos preenche
e que ficou em algum tempo
numa lembrança tão distante…

Como compreender
esta misteriosa atração
que nos faz suspirar
ao leve toque da brisa?
E imaginamos
que podemos levar os pensamentos
a lugares distantes,
sussurrando a quem amamos
que sempre há um novo amanhecer
e que o amor sempre vem
em ciclos sem fim…

Nada tão humano,
mas será que não buscamos
em vão a satisfação?
Que nossas brumas
estão a esconder a harmonia
no íntimo do coração?
Acho que estou mais assim,
mas não deixo de imaginar
como seria o Sol- Lua de um
junto ao Sol- Lua do outro
Meu Sol que é teu,
tua Lua que é minha,
Sol-Sol , Lua-Lua,
nem Sol nem Lua,
mas o brilho indescritível
do amor…

Quadro de fundo: pintura em óleo sobre tela do artista Christian Wunderlich

Anúncios