Mata Atlântica

Anitápolis SC

Nosso país tem incrível variedade de matas e vegetações típicas, em diferentes latitudes e topografias. Somos praticamente um continente. E é algo de absurdo a quantidade de seres que habitam estes locais. Muitos dos ecossistemas são bastante frágeis e estão sendo destruídos impiedosamente. As espécies vegetais e animais levam consigo informações genéticas que possuem uma história evolutiva de milhões de anos. Quando um sistema natural é destruído, todo este conhecimento se vai, sem ao menos termos tido ainda a capacidade de compreendê-los. Perdem-se como areia escorrendo pelos dedos de nossas mãos, que ficarão vazias.

No Brasil original a Mata Atlântica possuía aproximadamente 1.300.000 Km2, acompanhando o litoral do Rio Grande do Sul até o Piauí. Hoje temos apenas 10% desta área. O risco que esta mata corre é que 70% da população brasileira vive aí. E por mais avanços que possam ter ocorrido, pelo surgimento de reservas e RPPNs ao longo dos últimos anos, pela divulgação educativa sobre o tema, isto parece ainda não suficiente para sensibilizar a população.

Não esqueçam que uma floresta purifica o ar, protege o solo, mantém o clima estável, e faz com que as nascentes e os rios fiquem limpos. Simplesmente a água que bebemos. E sem esta nem a vida existiria. Sem falar que uma mata nos traz sentimentos elevados, inspira nossos seres com uma beleza harmônica e enche de ar puro nossos pulmões poluídos. Todos os seres tem direito à vida. Não deveríamos mais parar de estudar e obter conhecimentos para nos relacionar de forma mais inteligente e saudável com o meio ambiente.

De minha parte este é o objetivo. Plantar e plantar árvores, até o último suspiro. Não me interessa o que dizem os canalhas que querem ditar nosso rumo, que invertem valores para favorecer seu lucro pernicioso. Não adianta maquiar como fazem certas mídias que só mostram vantagens com a destruição do ambiente. Não é o agronegócio que está errado. É a forma como é feito e a intenção nefasta de seus executores que precisaria ser alterada.

Com a destruição de uma floresta, queimam-se princípios ativos preciosos, no sentido medicinal e nutricional. Um hectare de pastagem serve para alimentar um único boi ou menos (em média) que depois de 2 ou mais anos vai render uns 250 kg de carne. E as poucas toneladas por ha obtidas dos grãos brasileiros que servem para alimentar os animais da Europa ou China? Vale este sacrifício? Não estou dizendo que deva-se parar de produzir estes alimentos, mas até quando vai haver desmatamento para estes fins?

Não admito ser pessimista. Mas se algo rapidamente não for alterado, em vez de cachoeiras como na foto inicial, em Anitápolis SC, teremos paisagens de Marte por aí. Adoro o tema astronomia, a exploração espacial e de outros mundos. Algo que me parece irreversível. Mas não seria melhor conjuntamente a isto, cuidar do que temos, algo que parece tão raro, um planeta com vida extraordinária?
marte

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s